Formiga / MG - sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Pápulas peroláceas do pênis: fonte de ansiedade

Introdução  

 

Pápulas peroláceas do pênis ou glândulas de Tyson são pequenas pápulas filiformes cor da mucosa que geralmente estão localizadas no sulco ou coroa da glande do pênis. Comumente, pápulas peroladas do pênis são circunferencialmente dispostas em uma ou várias linhas e, muitas vezes são indevidamente consideradas sexualmente transmissíveis.

Fisiopatologia

 

Pápulas peroladas do pênis são consideradas uma variante normal e, portanto sem potencial maligno. Elas não são contraídas por meio da atividade sexual. Pápulas peroladas do pênis são observadas mais frequentemente em homens não circuncidados, no entanto, os mecanismos subjacentes ao seu desenvolvimento permanecem desconhecidos.

 

Frequência 

 

A incidência varia de 8 a 4%. Vários relatos sugerem uma maior incidência em incircuncisos versus homens circuncidados (22 % contra 12%%, respectivamente). Um estudo encontrou um aumento na frequência de negros versus brancos, naqueles circuncidados (21% contra 7%%, respectivamente) e não circuncidados (44 % contra 33% , respectivamente). Estudos sugerem uma maior incidência em homens afro americanos e um aumento da incidência em homens não circuncidados nessa população.

 

Consequências

 

São consideradas como uma variante normal e não estão relacionados à atividade sexual. Muitas vezes, as lesões causam grande ansiedade para os pacientes até a sua natureza benigna ser clarificada.

 

Idade

 

São observadas mais freqüentemente em sua segunda ou terceira década de vida, com uma diminuição gradual da frequência com o envelhecimento.

 

História clínica

 

 A maioria dos pacientes com consultam, porque eles estão preocupados com uma doença sexualmente transmissível. As pápulas mais comumente são confundidas com condiloma acuminado freqüentemente, com molusco contagioso.

 

Neste caso é um condiloma: uma doença sexualmente transmissível

 

Exame físico

 

Ao exame físico, aparecem como uma ou várias linhas de pequeno porte, cor de carne , suave cúpula coberta de pápulas filiformes situada circunferencialmente em torno da coroa ou sulco da glande do pênis. Raramente, as lesões podem se estender até a glande do pênis. Normalmente é assintomática e podem persistir durante toda a vida, no entanto, eles podem tornar-se progressivamente menos visíveis com o a idade. 

 

 

 

As pápulas na coroa do pênis representam apenas glândulas normais

 

 Causas

 

Algumas evidências sugerem que pode ser observada mais freqüentemente em homens não circuncidados (22%) do que nos homens circuncidados (12%). No passado,  acreditava-se contribuir para o acúmulo de esmegma em homens não circuncidados, atualmente no entanto, sabe-se que isto não é verdade.

 

Exames

 

 Em casos duvidosos uma peniscopia ou genitoscopia pode ser realizada. Um corante é aplicado no pênis: as pápulas peroladas não se coram; qualquer região com inflamação ou infecção ficará corada ao ser examinado com o genitoscópio.

 

Genitoscópio: aparelho para examinar lesões genitais

 

 Tratamento

 

 

Se houver desejo do paciente, as glândulas podem ser cauterizadas ou retiradas.