Eu tenho pênis pequeno?

             É muito frequente a consulta por dúvidas sobre o aspecto e tamanho do pênis. Esta entidade se constitui em queixa comum para urologistas, endocrinologistas e pediatras e está associada, conforme a idade de apresentação do paciente, a angústias dos familiares e/ou do próprio paciente.

 

             Em humanos o crescimento do pênis ocorre em quatro fases:

 - precocemente na gestação, resultando num comprimento médio no recém-nascido de 3,5 cm;

 -  do nascimento até os dois anos, quando ocorre um acréscimo de l,5 cm;

 -  dos dois aos 11 anos, novo acréscimo de l,5 cm;

 -  e na puberdade, quando atinge o tamanho adulto.

 

Estátua de Priapus: Deus grego

 

             O pênis adulto mede flácido 5 a 10 cm e em ereção 12,5 a 17,5 cm (deve ser medido de sua extremidade ao osso púbico e não até a pele). Mas é considerado pênis pequeno um pênis menor que 7,5 cm à ereção.

 

             O mecanismo de cessação do crescimento não está claro. O diagnóstico diferencial de um pênis pequeno na infância, e o morfologicamente normal, inclui o pênis oculto, o micropênis e um pênis de comprimento reduzido para a idade. Se houver necessidade o uso de hormônio local pode ser utilizado em determinados casos.

 

Pênis oculto ou escondido: é o inserido num excesso de gordura suprapúbica.

 

Micropênis: é aquele que apresenta um comprimento 2,5 desvios-padrão abaixo da média para a idade.

 

Pênis pequeno: Um pênis que não satisfaz os critérios para pênis oculto ou micropênis e tem comprimento inferior ao 10° percentil para a idade é considerado um pênis pequeno. O estabelecimento do 10°P como valor limítrofe prende-se ao gráfico original de Schonfeld que construiu as curvas com base nos percentis 50, 90 e 10.

 

            São escassos os estudos sobre patogênese, avaliação e evolução dos pacientes com pênis de comprimento reduzido para a idade. Na grande maoiria das vezes a chegada da puberdade o desenvolvimento fisiológico dos órgãos genitais dá um ponto final na angústia dos pais. Após a puberdade uma avaliação com o urologista é necessária para retirar dúvidas. Peyronie, traumas, queimaduras podem encurtar o penis e a avaliação deverá ser individualizada. O diagnóstico de genitália ambígua deverá ser excluído.

 

 

            Algumas vezes o tamanho do pênis é normal e existe apenas ansiedade. Existem alguns motivos para isto ocorrer:

 - O pênis do outro é maior: existe boa penetração, o aspecto é normal mas não o maior pênis.

 - Obesidade: a gordura pubiana embute o pênis

 - Homens altos e pênis desproporcional: geralmente o comprimento peniano acompanha a estatura mas às vezes isto não pode ocorrer.

 - Medir o pênis flácido: o importante é medi-lo ereto. É assim que ele trabalha!

 - Compara o pênis ao tamanho de atores estrangeiros de filmes pornográficos: muitas vezes, a indústria escolhe homens de pênis grande

 - Cada raça tem seu biotipo... e tamanho de pênis: afro-americanos, orientais e brasileiros miscigenados: cada um tem seu biotipo.

 

 

            Na internet existem muitas propostas para tratamento de pênis pequeno: aparelhos esticadores de pênis, mecanismos a vácuo, dispositivos com pesos, ondas eletromagnéticas. Existem muitos profissionais pouco éticos que se aproveitam de inseguranças e dúvidas de pacientes. São tratamentos sem evidência científica que funcionam. O ideal é passar por avaliação com um urologista e tirar as dúvidas.