Angioceratoma de Fordyce

Angioceratomas de Fordyce são ectasias vasculares de vasos dérmicos que podem ser visíveis no pênis e escroto de homens adultos. Estas lesões aparecem com 1 a 2 mm. São pápulas vermelhas ou roxas e podem estar associadas a uma vermelhidão escrotal generalizada. Geralmente é uma condição benigna sem manifestações sistêmicas, embora raramente possa ser uma fonte de hemorragia escrotal. Lesões semelhantes podem ser observadas na doença de Fabry, que é uma rara doença caracterizada pela deficiência do armazenamento de glicogênio. O tratamento, quando necessário para Angioqueratoma de Fordyce, é local. Vários autores têm relatado sucesso usando erbiium:YAG, Nd:YAG, KTP e Fotocoagulação a laser de argônio em casos selecionados.